natural throne
Alterar a moeda atual (€)
language flag en language flag fr language flag pt language flag es

Já se perguntou porque instintivamente levanta os pés quando se senta na sanita?

É um facto comprovado que milhões de pessoas (de ambos os sexos) fazem o mesmo quando se sentam na sanita. Mas por que razão isso é um denominador comum a tantos de nós?
A resposta tem tanto de simples como de surpreendente... esta é apenas a mãe natureza corrigindo uma posição de evacuação pouco natural e saudável.

Confuso?

Nós explicamos. Anatomicamente, fomos feitos para evacuar de cócoras, não sentados numa sanita.
Durante milhares de anos que o fizemos desta forma e por esta razão o nosso corpo está geneticamente programado para evacuar de cócoras.
Caso esteja a ter dificuldade em aceitar isso como um facto veja a coisa neste prisma; Numa escala cósmica começamos a usar sanitas ontem, percebeu...?

evacuar posição cocoras musculo puborretal

O que é que isto tem a ver com a forma como coloca os pés quando se senta na sanita?

Aceite o seguinte desafio: Tire os sapatos, agache-se e permaneça nesta posição. Repare que os seus pés não estão totalmente em contato com o chão, pelo contrário, repare que os seus calcanhares estão levantados. Veja agora, novamente, a primeira imagem deste post. Parece-lhe familiar?
Conforme mencionado acima, isto é o seu corpo a tentar relembrá-lo de como evacuar como um ser humano. Na prática, o seu corpo está a simular a posição de cócoras, ou seja, ao levantar os calcanhares o seu corpo está a compensar o facto de você não estar de cócoras.

Evacuar sentado na sanita é assim tão prejudicial?

No que respeita a conforto, as sanitas são sem dúvida uma grande invenção moderna, mas no que diz respeito à saúde são comprovadamente prejudiciais.
Vários estudos médicos concluíram que evacuar na posição sentada provoca uma série de problemas de saúde que vão desde a prisão de ventre e as hemorroidas até quadros clínicos bem mais graves como é o caso do cancro do cólon.
Isto pode parecer-lhe estranho e questionável mas a verdade é que é um facto medicamente comprovado.

As sanitas são prejudiciais à saúde intestinal!

sanita prejudicial como sentar na sanita

As sanitas não permitem que os nossos intestinos excretem correta e completamente.

Isto acontece porque quando estamos sentados na sanita o músculo puborretal (responsável pela continência intestinal humana) continua a estrangular o reto e, desta forma, a obstruir a passagem das fezes.

musculo puborretal relaxado como evacuar como defecar

As consequências mais comuns são a prisão de ventre e as hemorroidas e a subsequente, e muito pouco saudável, acumulação de matéria fecal no intestino.

Como evacuar corretamente no conforto da sua sanita

Existem soluções. Não se preocupe, não passam por ir a correr para o mato para evacuar de cócoras como os nossos antepassados.

Atualmente, já existem dispositivos desenvolvidos com o formato e dimensões exatas que lhe permitem evacuar sentado na sua sanita adotando a posição de cócoras através da elevação dos seus pés. No final da evacuação podem ser arrumados debaixo da sua sanita.

Veja o vídeo explicativo do dispositivo

Porque deverá evitar a estagnação fecal e quais as suas consequências?

Veja o seu intestino como um órgão complexo que desempenha um papel fundamental na sua saúde.

Entre muitas outras funções-chave, o intestino é responsável pelo armazenamento e eliminação de matéria fecal. Contudo, por armazenamento entenda-se a acumulação de fezes por um período curto de tempo antes de serem excretadas pelo reto.


Quando resíduos fecais ficam retidos no intestino por um período de tempo mais prolongado, dai podem derivar 2 consequências graves:

Inflamação e acidificação do organismo devido ao processo de fermentação que as fezes sofrem por permanecerem no intestino mais tempo do que deviam.

Caso esteja a pensar porque razão isto poderá ser um problema digamos apenas que o cancro adora ambientes ácidos para se desenvolver. Percebeu?

Destruição do “cimento” que veda as paredes do intestino permitindo assim a reentrada de toxinas no organismo.

Caso esteja, novamente, a pensar porque motivo isto poderá constituir um problema a resposta é: não está a falar a sério, pois não?

A saúde começa no cólon

Se até agora negligenciou o seu cólon, vendo-o apenas como uma espécie de depósito de lixo orgânico, está mais do que na hora de passar a vê-lo como um órgão que tem um peso enorme na sua saúde.

Ficaria surpreendido com a percentagem de cancros (entre muitas outras doenças) que têm a sua origem numa saúde intestinal precária.

Não nos esqueçamos que o cancro do cólon é a 2ª maior causa de mortes provocadas por cancro no mundo

Posto isto, comece hoje a cuidar deste órgão que provavelmente negligenciou até ao momento e comprove os efeitos visíveis e palpáveis que terá na sua vida. Não só deverá assumir a posição natural de cócoras durante a evacuação como deverá adotar uma alimentação saudável e rica em fibras alimentares, praticar uma atividade física regular e beber 2 litros de água por dia.

Tenha a certeza de uma coisa; não existem organismos saudáveis com intestinos doentes.

Se acha este artigo interessante poderá guardá-lo carregando no botão abaixo:
DOWNLOAD

 

Outros Artigos Recomendados

Comentários

Maria Azevedo

Por acaso sempre levantei os pés e só agora é que percebi porquê. Estou a pensar em comprar o banquinho, vocês enviam para Santa Maria?

Natural Throne

Obrigado Maria pelo seu comentário.

Sim enviamos para Santa Maria. Pode encontrar os preços de transporte no seguinte link

Jonni

What a joy to find soeonme else who thinks this way.

Comentar o artigo

Comentário será feito em anónimo. Inicie sessão ou registe-se.

A solução natural para a prisão de ventre e hemorróidas

natural thronenatural throne

Recomendado por médicos…
e pela Mãe Natureza

Encomende já

Este site e o seu conteúdo têm um fim exclusivamente informativo. Nem o site nem o seu conteúdo têm como objectivo substituir o aconselhamento médico profissional.
Nenhuma informação deste site deverá ser usada para diagnóstico ou tratamento médico. Aconselhe-se sempre com o seu médico ou outro profissional de saúde qualificado, para diagnóstico ou tratamento de qualquer sintomatologia.
Não ignore nunca os conselhos do seu médico nem demore a consultá-lo.