natural throne
Alterar a moeda atual (€)
language flag en language flag fr language flag pt language flag es

Obstipação - O que fazer? Quais os Sintomas e Tratamentos

Certamente que palavras como obstipação, obstipação crónica e obstipação intestinal são palavras que lhe são familiares e que provavelmente já devem ter interferido no seu quotidiano.

Neste artigo iremos explicar o que é a obstipação, quais os sintomas e as causas que o poderão estar a afetar, que pessoas têm mais propensão para sofrer deste distúrbio, e quais os tratamentos mais eficazes para o ajudar.

Obstipação: O que é?

Também conhecida como prisão de ventre, a obstipação é uma perturbação intestinal que se traduz na dificuldade em evacuar regularmente causada por uma alimentação descuidada, pela falta de exercício, pelo stress, entre outros fatores que iremos explorar neste artigo. Uma evacuação normal deverá ser feita sem dor e incómodos pelo menos 3 vezes por semana. Se evacua menos de 3 vezes por semana este texto é para si.

Quando se trata de uma situação esporádica, a obstipação pode ser provocada por uma alteração no seu dia-a-dia, ou na sua dieta alimentar, tratando-se de obstipação ocasional. Se já faz 6 meses que evacua menos de 3 vezes por semana então, o problema é mais grave tratando-se de obstipação crónica ou funcional devendo, posteriormente, consultar o seu médico de família.

A obstipação é mais prejudicial para a saúde do que a maioria de nós poderá pensar, pois não havendo uma expulsão completa das fezes que tem no intestino, inicia-se um processo de inflamação e de contaminação do organismo através da reabsorção de toxinas para a corrente sanguínea a partir do intestino.

Quais os sintomas da obstipação?

É provável que já se tenha sentido obstipado, visto que se encontra a ler este artigo. Fique a saber que este distúrbio poderá ser mais comum em mulheres. Mais comum ainda é a obstipação na gravidez, porém a obstipação atinge transversalmente qualquer género e faixa etária.

Caso se identifique em pelo menos dois dos sintomas abaixo listados provavelmente sofre de prisão de ventre:

  • Fezes duras mais do que três vezes por semana;
  • Fezes duras e pequenas;
  • Não evacuar pelo menos 2 vezes por semana;
  • Dificuldade em defecar;
  • Fezes que provocam hemorragias no reto;
  • Dor ao evacuar e dor abdominal;
  • Sentir alguma pressão no abdómen;
  • Esforço excessivo para evacuar;
  • Sensação de náuseas;

O facto de ser um distúrbio comum não significa que deverá ter uma atitude passiva em relação à obstipação intestinal. Pelo contrário, deverá consultar um médico, ou se for algo esporádico, adotar os tratamentos que lhe vamos indicar mais à frente.

As causas da obstipação intestinal

São várias as causas da obstipação intestinal:

  • Alterações súbitas na sua rotina alimentar, ou diária.
  • Ausência de fibras na sua dieta alimentar.
  • Stress:
  • Estilo de vida sedentário.
  • Uso excessivo de laxantes.
  • Não evacuar quando o seu sistema digestivo lhe indica que o deve fazer.
  • Ingere muitos alimentos que provocam obstipação - ricos em gordura animal e açúcar..
  • Ingere poucos líquidos.
  • Há ainda a obstipação infantil e a obstipação na gravidez que lhe explicaremos mais à frente o porquê de serem tão frequentes.

Estas são as principais causas para que sofra do que normalmente é denominado de intestino preso. Continue connosco porque abaixo apresentamos-lhe alguns tratamentos para a obstipação intestinal.

Tratamentos naturais e remédios caseiros para tratar a obstipação

A alimentação e a obstipação

O tratamento da obstipação depende em grande parte da sua alimentação e da maneira como esta influencia o seu organismo e o seu sistema digestivo, porém depende também do tipo de obstipação que sofre. Deste modo, se acha que sofre de obstipação intestinal severa deve consultar um médico especialista para lhe ser feito um diagnóstico específico.

Alimentos que provocam obstipação? Diga não!

São várias as medidas alimentares que poderá adotar para que as suas idas à casa de banho não sejam mais um pesadelo.

  • Introduza alimentos ricos em fibra na sua dieta:
    Para além das fibras serem essenciais na dieta alimentar de qualquer pessoa, elas são ainda mais importantes para quem é obstipado. Alimentos ricos em fibra garantem a hidratação das fezes, promovendo assim uma boa circulação do seu trânsito intestinal.
    Alimentos como a pera, o feijão, o grão-de-bico, as sementes de linhaça e de chia, a batata-doce, os flocos de trigo e de aveia, são alguns exemplos de alimentos que ajudam a evacuar. Consuma pelo menos 5 frutas e legumes por dia. Dê preferência aos legumes pois estes para além de nutritivos e ricos em fibras são pobres em açúcar, ao contrário de grande parte das frutas.
  • Beba água com bastante frequência: É recomendável que beba no mínimo 1,5l de água por dia para o ajudar a combater as fezes duras. As fibras retêm água nas fezes para que a sua passagem seja mais fácil, e como tal se não tivermos bebido água suficiente, as fezes endurecem e são mais difíceis de evacuar. Deste modo, a água ajuda a “lavar” o cólon e na expulsão das fezes.
  • Evite alimentos processados. Consuma comida em vez de produtos alimentares. Dê prioridade aos alimentos biológicos.
  • Evite alimentos que potenciam a prisão de ventre: produtos lácteos, açucarados e com glúten.
  • Modere o consumo de álcool e de bebidas com gás.
  • Tenha uma alimentação variada.

Se pretende saber com maior pormenor qual a melhor alimentação para a obstipação consulte este artigo específico: prisão de ventre o que comer?

Os seus hábitos diários e a obstipação intestinal

Para além da alimentação, o seu estilo de vida também tem grande importância na forma como a prisão de ventre o pode afetar.

  • Estilo de vida sedentário: O exercício físico ajuda os seus músculos intestinais a contraírem de forma mais eficaz melhorando o fluxo das suas fezes.
  • Adiar a sua ida à casa de banho vai fazer com que as fezes se acumulem no seu cólon, pelo que deve evacuar sempre que o seu sistema digestivo assim o “pedir”.
  • Uma alteração súbita na sua rotina alimentar pode levá-lo a sofrer ocasionalmente de prisão de ventre.

Tratamentos caseiros para a obstipação

Antes de recorrer aos laxantes convencionais que se vendem em todas as farmácias, muitos deles munidos de químicos prejudiciais para a sua saúde, opte pelos tratamentos naturais para obstipação que lhe apresentamos de seguida.

Adote a posição correta para a defecação - Evacue na postura de cócoras

O que à partida pode soar estranho poderá ser a solução mais simples e eficaz para resolver grande parte dos seus problemas do trânsito intestinal. Antes da introdução da água canalizada na era moderna, grande parte da população mundial evacuava de cócoras, sendo que alguns países asiáticos e africanos ainda evacuam nessa posição, através da utilização das latrinas. Diversos estudos médicos demonstram que as sanitas estão relacionadas com o aparecimento de diversas doenças intestinais.

Segundo o estudo “Comparison of Straining During Defecation in Three Positions”, realizado por Dr. Ivan I. Kirov, médico especialista em oncologia na Califórnia, um dos principais fatores para vários problemas intestinais é o esforço exagerado e desnecessário que o ser humano precisa de fazer para evacuar enquanto está sentado.

Neste estudo conclui-se ainda que o músculo puborretal fica totalmente relaxado na posição de cócoras, deixando de estrangular o canal anorretal e facilitando assim, a transição das fezes.

Noutro estudo publicado por Saeed Rad, professor Iraniano de Radiologia, no estudo científico “Impact of Ethnic Habits on Defecografich Measurements” compararam-se as diferenças entre o uso de latrinas sanitárias tipicamente iranianas (ao nível do chão) e os vasos sanitários comuns do mundo ocidental.

Resultado? Após vários testes, Saeed Rad chegou à conclusão que aqueles que evacuaram nas sanitas típicas do Irão procederam a uma evacuação mais completa devido ao maior relaxamento do músculo puborretal. Para além disso, na postura de cócoras a evacução intestinal completa foi conseguida em menos tempo e com menor esforço.

O Natural Throne é um dispositivo concebido para colocar debaixo dos seus pés quando  estiver sentado na sua sanita permitindo assim a adoção da postura correta para defecar. Este dispositivo foi concedido especificamente para adotar a postura de cócoras durante a evacuação, sem abdicar do conforto da sua sanita.

Veja o vídeo explicativo:

Comprar o Natural Throne

Se quiser mais informação do dispositivo poderá consultar a explicação mais detalhada dos beneficios da postura de cócoras na defecação , saber quais as perguntas frequentes relacionadas com o produto, ou proceder à sua compra clicando na imagem abaixo.

Cascas de Psilio: um suplemento de fibras naturais de excelência

Como já referimos anteriormente, ingerir alimentos providos de fibras são parte da solução. Os especialistas sugerem que o ser humano deve ingerir entre 25 a 35g de fibras por dia, e tal não acontece atualmente com os hábitos alimentares onde predominam produtos processados. Como tal, a suplementação de fibras poderá ser uma excelente alternativa.

O  psílio ou psyllium permite limpar o intestino de resíduos fecais e de agentes nocivos existentes no intestino, nomeadamente, metais pesados, químicos, toxinas, muco e hormonas em excesso. Para além disso, é isento de glúten e apresentará resultados nos primeiros dias da sua ingestão.

Segundo investigadores da University of Maryland – Medical Center, o Psílio “ajuda a aliviar a obstipação e é usado para tratar a síndrome do intestino irritável, hemorróidas e outros problemas intestinais” porque proporciona um amolecimento das fezes facilitando o  transporte de resíduos através do trato intestinal”.

Para saber mais acerca de todos os benefícios, como tomar e onde comprar psílio consulte este artigo dedicado exclusivamente ao psyllium.


Chás para a obstipação intestinal

Para além da alimentação, da atividade física e da posição correta para defecar, os chás podem ser uma grande ajuda para a sua evacuação ser mais simples eficaz.

Chá de sene: um remédio natural para a obstipação

Este chá para a obstipação é ótimo e funciona como laxante. O chá de sene provocará irritação nas paredes internas do intestino, provocando assim o seu aceleramento. O seu efeito deverá ser sentido após 10 horas de o chá ser tomado.

Como fazer: Durante 5 minutos, aqueça 200ml de água com 1 colher de chá de folhas de sene secas. Tampe o recipiente durante 15 minutos e retire o líquido. Apesar de ser natural, aconselhamos que tome este chá com moderação.

Crianças com idade inferior a 14 anos, pessoas com doenças intestinais e mulheres na fase do período menstrual não deverão tomar o chá de sene.

Chá de ameixa preta, um chá laxante por excelência

A ameixa preta é um alimento muitíssimo eficaz no combate à obstipação. Este é sem dúvida, um chá que o ajudará a resolver os seus problemas intestinais.

Como fazer: Deixe 3 ameixas pretas sem caroço de molho num copo de água durante a noite. Na manhã seguinte aqueça água e junte as ameixas à água. Misture e deixe arrefecer. Este chá para a obstipação deve ser tomado em jejum para intensificar o seu efeito.

Chá de gengibre: mais uma solução natural para a obstipação intestinal

Com as suas propriedades que possibilitam e estimulam os movimentos intestinais, o chá de gengibre é um excelente remédio caseiro para a prisão de ventre, pois irá amolecer o seu bolo fecal diminuindo a possibilidade de ter fezes duras.

Como fazer: Durante 8 minutos ferva, numa panela, água misturada com gengibre. Deixe o chá arrefecer e beba até 3 copos de chá por dia.

Estes 3 exemplos de chás para a prisão de ventre vão ajudá-lo a esquecer a sensação de inchaço e obstipação intestinal.

Massagem abdominal para estimulação dos movimentos peristálticos do intestino

A massagem abdominal é mais um recurso que tem em mãos e que tem como efeito a aceleração do processo de digestão. A massagem estimula os movimentos peristálticos, também conhecidos como peristaltismo - os movimentos responsáveis por conduzir o bolo fecal pelo canal intestinal.

Fazer uma massagem abdominal proporciona-lhe:

  • A estimulação da flatulência.
  • O relaxamento do corpo e dos músculos.
  • Previne o uso de laxantes.

Como fazer uma massagem abdominal?

1º Escolha um lugar confortável para fazer a massagem.

Preferencialmente deverá ficar deitado pois ficará mais relaxado. Cerca de 20 a 25 minutos são suficientes para obter os benefícios desejados.

2º Comece a massagem.

Comece a massagem na púbis, e calmamente vá fazendo movimentos para cima na direção do umbigo.

Massageie entre esses dois locais em círculos.

3º Continue a sequência da massagem.

Depois de massajar nessas zonas principais, deverá concentrar-se em áreas mais pequenas. Continue a sequência com os seguintes passos:

  • Só com uma mão, faça um movimento circular abaixo do umbigo e em seguida, faça outro movimento circular com a outra mão no mesmo local.
  • Continue esse movimento com a mão e vá percorrendo o abdómen até à púbis.
  • Repita mais uma vez a sequência, descendo e subindo pela barriga em movimentos circulares.
  • Não pressione demasiado a barriga nem opte por movimentos muitos bruscos, pois ao fazê-lo a matéria fecal pode ficar presa, o que dificulta ainda mais a evacuação.

Quem sofre de obstipação

As mulheres representam entre 75% a 80% das pessoas abrangidas por problemas de prisão de ventre. A presença de progesterona no organismo da mulher faz com que tenham maior propensão para contrair o distúrbio. Esta hormona, segregada pelo corpo lúteo do ovário, atua sobre os músculos intestinais, tornando o sistema digestivo menos eficaz e dificultando assim a evacuação.

Obstipação infantil

Não entre em pânico se o seu filho apresentar sintomas de prisão de ventre, porém mentalize-se que poderá, em alguns casos, estar nas suas mãos a solução do problema. Abaixo deixamos algumas dicas para o ajudar no tratamento da obstipação infantil.

Evidentemente, deverá sempre consultar o seu médico de família para que possam ser detetadas as causas e assim ser aplicado o tratamento correto para a prisão de ventre do seu filho. O que deve fazer:

  • Intercale as refeições do seu filho com água.
  • Evite dar-lhe alimentos com açúcar, glúten e lactose.
  • Movimente suavemente as pernas do seu bebé como se ele estivesse a andar de bicicleta.
  • Massaje-lhe suavemente a barriga.
  • Opte por refeições saudáveis como sopa de legumes, frutas, saladas e cereais integrais sem glutén.

Obstipação na gravidez

A obstipação na gravidez é um fenómeno bastante comum. As mulheres em fase de gravidez tornam-se mais vulneráveis à obstipação visto que o seu sistema digestivo torna-se mais débil devido a uma maior segregação de progesterona. Juntamente com estas situações, homens e mulheres com mais de 65 anos podem também ter maior propensão para sentir dificuldade em evacuar devido à falta de atividade física, ou ao excesso que medicamentos que poderão tomar.

Se está grávida e com problemas intestinais tais como a prisão de ventre ou hemorroidas deverá ler novamente os procedimentos acima referidos para o tratamento e prevenção destes problemas intestinais. Se adotá-los de forma persistente e rigorosa em pouco tempo os resultados aparecerão e poderá ver-se livre do sofrimento e dos transtornos da obstipação.

Não perca tempo, comece a tratar de si desde já.

Outros Artigos Recomendados

Comentários

Ainda não existem comentários para este artigo. Seja o primeiro!

Comentar o artigo

Comentário será feito em anónimo. Inicie sessão ou registe-se.

A solução natural para a prisão de ventre e hemorróidas

natural thronenatural throne

Recomendado por médicos…
e pela Mãe Natureza

Encomende já

Este site e o seu conteúdo têm um fim exclusivamente informativo. Nem o site nem o seu conteúdo têm como objectivo substituir o aconselhamento médico profissional.
Nenhuma informação deste site deverá ser usada para diagnóstico ou tratamento médico. Aconselhe-se sempre com o seu médico ou outro profissional de saúde qualificado, para diagnóstico ou tratamento de qualquer sintomatologia.
Não ignore nunca os conselhos do seu médico nem demore a consultá-lo.